Cerimônia de posse da diretoria do CRCMT é muito prestigiada

 

A cerimônia de posse dos novos conselheiros e da nova diretoria do Conselho Regional de Contabilidade de Mato Grosso (CRCMT) para o período de 2018 a 2019, tendo como presidente Manoel Lourenço de Amorim Silva, Lori, reuniu uma plateia seleta no auditório do Sistema Federação das Indústrias de Mato Grosso (FIEMT), em Cuiabá, na noite de quinta-feira, 15/03, quando também ocorreu a solenidade de posse da Academia Mato-grossense de Ciências Contábeis (Amacic), cujo presidente é Ivan Echeverria.

 

Marcaram presença na cerimônia o secretário de Estado de Fazenda de Mato Grosso, Rogério Luiz Gallo; a vice-presidente de Fiscalização, Ética e Disciplina do Conselho Federal de Contabilidade, a contadora Sandra Maria Batista, representando o presidente do CFC, Zulmir Ivânio Breda; a presidente do CRCMT na gestão 2014/2017, Silvia Mara Leite Cavalcante, conselheira do CFC; o vice-prefeito de Cuiabá, Nian Ribeiro; o vice-presidente do Sistema FIEMT, Gustavo Oliveira; a presidente da Junta Comercial de Mato Grosso, contadora Gercimira Ramos Moreira Rezende; o presidente da Academia Mato-grossense de Ciências Contábeis, Ivan Echeverria; o diretor do Instituto de Auditores Independente do Brasil, Valdir Campos Costa; a diretora da Fundação Brasileira de Contabilidade, Sandra Elvira Gomes Santiago; o presidente do Sindicato dos Profissionais de Contabilidade de Mato Grosso (Sincon), Deusdete Gonçalves da Silva; e o presidente do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis, Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas de Mato Grosso (Sescon), Ironei Márcio Santana.

 

A cerimonia foi pontuada pela emoção. O presidente Manoel Lourenço de Amorim Silva, Lori, depois de tecer inúmeros agradecimentos, definiu o momento com as palavras: honra, satisfação e responsabilidade. “Recebo esta missão de servir a categoria com plenitude, ética, gratidão, fazendo jus à confiança em mim depositada”. E continuou afirmando trazer consigo o compromisso moral de corresponder a confiança ao seu nome, pautando suas ações nos princípios que norteiam sua atuação como contador não só na área privada, como também na área pública.

 

Ele começou agradecendo a contadora Silvia Mara Leite Cavalcante, que o antecedeu no cargo, e atribuiu a ela a responsabilidade por estar vivendo “uma das maiores experiências profissionais de sua vida”. Recorreu ao grande escritor Guimarães Rosa e a uma passagem do livro “Grande Sertão: Veredas” para dedicar a ela palavras de agradecimento. “A colheita é comum, mas o capinar é individual’. Muito do que colhemos hoje com abundância é fruto do capinar árduo de pessoas sonhadoras como nós. Ser presidente do CRCMT é resultado de capinar dedicado”.

 

Disse ter a consciência de que os desafios são imensos, sobretudo no que diz respeito à valorização profissional da contabilidade, associação à educação continua, levando cursos, palestras e seminários aos municípios mais distantes. “Nos próximos dois anos, estaremos mergulhados na valorização profissional através a educação continuada, já temos seis cursos aprovados pelo Conselho Federal de Contabilidade nas áreas de auditoria e perícia, evitando que nossos profissionais tenham que se deslocar para grandes centros com a finalidade de buscar suas pontuações”. E continuo dizendo que o planejamento é atingir as 48 delegacias nesses dois anos com cursos, palestras e seminários.

 

Sobre o Fundo da Infância e Adolescência e o repasse do imposto de renda devido, disse ser o maior projeto de inclusão social dos profissionais de contabilidade e que a meta é atingir todos os conselhos do FIA. Dos 141 municípios de Mato Grosso, 91 estão em condições de receber os recursos para o FIA. “Os 50 municípios que ainda não estão aptos a receber o recurso, vamos tentar levar informação para que destinem os recursos a municípios próximos”.

 

Lori ressaltou que junto com os conselheiros, irá trabalhar de forma incansável junto aos conselhos (estadual e municipais) dos Direitos da Criança e do Adolescente.  “Precisamos atingir toda a população, informando dessa vantagem de destinar parte do imposto de renda devido ao FIA”. Esclareceu, mais uma vez, que não se trata de doação, mas sim uma destinação de parte do valor do imposto devido para uma causa da maior relevância.

 

Lembrou ainda o Programa de Voluntariado d Classe Contábil, hoje coordenado pelo conselheiro Leôncio Francisco Miranda da Silva, que já angariou toneladas de materiais, entre alimentos, fraldas, materiais escolares, de limpeza, entre outros.

 

No conselho diretor tomaram posse os contadores Benedita Madaleno da Costa, vice-presidente de Administração; Claiton Souza Cavalcante, vice-presidente de Controle Interno; Elcida Helga Maier, vice-presidente de Fiscalização, Ética e Disciplina; Dézia Oliveira de Arruda, vice-presidente de Desenvolvimento Profissional; Sandra Maria Santana, vice-presidente de Registro; Valdiva Rossato de Souza, vice-presidente de Pesquisa e Estudos Técnicos; e o técnico em contabilidade, Mauro Nascimento de Almeida, representante dos técnicos em contabilidade.

 

Foram empossados ainda os conselheiros Agda Eduarda Salcedo, Bethânia Santana Marinho da Silva, Dunia Weber, Gilmar Antônio Tonin, Gláucia Akemi de Paula Kida, Joice Silva Rondon Leite, Marli Osorski, Marcelus Mesquita, Paulo Cesar Santos Ruhling, Olinezia Ferreira Dias, Raul Tulio e Seleida Maria Primon.

 

Compõem ainda o plenário do CRCMT, a técnica em contabilidade Emilia de Oliveira Furlaneto, e os contadores Gercimira Ramos Moreira Rezende, Leôncio Francisco Miranda da Silva, Elizarete da Cruz e Silva Navarrete, Lucilene Zanete Costa Marques, Suely Regina dos Santos e José Ricarte de

 

Discursos

 

Citações literárias marcaram os discursos da cerimônia de posse dos conselheiros do CRCMT, bem como confirmações de parcerias e destaques sobre a importância e papel da contabilidade.

 

O vice-prefeito Nian Ribeiro, disse que no mundo moderno precisamos de contadores cada vez mais capacitados para fazer os controles e conseguir transparência na gestão pública e privada .

 

O secretário de Fazenda, Rogério Gallo, depois de traçar um panorama da situação econômica do Estado, também destacou que os contadores são essenciais no controle e na transparência. Anunciou para o meio do ano a introdução de um sistema que irá permitir aos contadores acompanhar de perto todos os processos na esfera estadual e se comprometeu a manter uma parceria contínua e permanente com o CRCMT no que diz respeito a cursos e troca e conhecimento.

 

A contadora Sandra Maria Batista, vice-presidente de Fiscalização, Ética e Disciplina do CFC, enfatizou a disponibilidade da entidade para a execução de projetos em Mato Grosso que reforcem o elevado interesse social do trabalho do profissional da contabilidade, que auxiliem o desenvolvimento do país, contribuindo com a transparência e a qualidade das informações que a sociedade necessita e merece saber, para o seu adequado uso no controle social.

Trouxe uma mensagem do presidente do CFC Zulmir Ivânio Breda, desejando sucesso à nova gestão. “Tenho a plena certeza de que trabalharemos com harmonia em ações conjuntas. Quero também parabenizar a classe contábil mato-grossense, dizendo que vocês, profissionais são fundamentais para o Brasil. Hoje, somos muito respeitados por toda a sociedade pela excelência do trabalho que realizamos”.

E finalizou fazendo uma alusão ao nome Manoel, que pelo significado quer dizer “Deus está conosco” e na etimologia está ligada a justiça, amor, equilíbrio, beleza, família, saúde, e desejou ao novo presidente uma caminhada com passos sequenciais, ordenados e na direção das conquista para a classe contábil mato-grossense. Lembrou ainda outro Manoel, o daqui, o de Barros, o poeta, e citou uma frase dele: “A maior riqueza do homem é a sua incompletude. Nesse ponto sou abastado. Palavras que me aceitam como sou eu não aceito. Eu penso renovar o homem usando borboletas”.

 

A presidente da gestão anterior, Silvia Cavalcante, começou sua fala imbuída de muita gratidão, referindo-se aos conselheiros, aos delegados do interior, a todos os colaboradores do CRCMT, ao Sescon, ao Sincon, ao CFC. Ela disse que ninguém faz nada sozinho, junto agente faz melhor. “Nós trabalhamos de forma voluntária, intensamente, mas felizes trabalhamos com o que gostamos”.

Fez um balanço da sua gestão e finalizou citando o filósofo Mário Sergio Cortella: “Na vida, nós devemos ter raízes, e não âncoras. Raiz alimenta, âncora imobiliza. Quem tem âncoras vive apenas a nostalgia e não a saudade. Nostalgia é uma lembrança que dói, saudade é uma lembrança que alegra”. Concluiu dizendo que leva saudades.

 

Lima.

 

Presenças ilustres

 

Estiveram presentes na cerimônia vários convidados de outros estados, entre eles os conselheiros do CFC, Maria Perpétua dos Santos e Carlos Barcellos Damascenos; a vice-presidente de Desenvolvimento Profissional do CRC do Distrito Federal, Darlene Paulino Delfino; o vice-presidente de Fiscalização, Ética e Disciplina do CRC de São Paulo, José Aparecido Maion, acompanhado do conselheiro do CRCSP, Manassés Efraim Afonso; e o conselheiro do CRC do Rio de Janeiro, Ivanildo Silva Carvalho.

 

Os delegados do CRCMT de Paranaíta, Lairton Biesdorf; Colíder, Sebastião Fernandes Ribeiro; de Várzea Grande, Vando Faustino de Araújo; e de Poconé, Nelson Gonçalves dos Santos, também marcaram presença na cerimônia que foi pontuada pela emoção.

 

Presidentes de conselhos regionais de outras profissões também participaram da solenidade, como o presidente do Conselho Regional de Administração (CRA-MT), Hélio Tito Simões de Arruda; do Conselho Regional de Economia (Corecon MT), Ricardo Augusto Moreira da Silva; o diretor da Federação do Comércio de Mato Grosso (Facmat), Manoel Gomes da Silva.

 

Assim como o presidente do Hospital do Câncer de Mato Grosso, Laudemir Moreira Nogueira; o coordenador do curso de Ciências Contábeis da UFMT, Ney Mussa de Moraes.