Exposição do Museu Itinerante da Contabilidade tem apoio da FBC

27/07/2017

 

O presidente da Fundação Brasileira de Contabilidade, Juarez Domingues Carneiro participou da abertura da Exposição do Museu Itinerante da Contabilidade, na noite de segunda-feira (24), em Porto Alegre.  A exibição apresenta a escala evolutiva da contabilidade desde os artefatos antigos até os avanços tecnológicos do mundo contemporâneo.

Durante o evento aconteceu a apresentação do filme: A Imagem do Profissional da Contabilidade, um documentário sobre os 70 anos de história do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul e todo o processo que envolveu a  construção de uma nova imagem do profissional da contabilidade.

Na ocasião, Juarez Carneiro parabenizou a presidente da Abracicon, Maria Clara Bugarim, pela realização do Museu Itinerante e do CineContábil que, desde 2012, tem levado contabilidade e cultura a todos os estados brasileiros. O presidente  também fez menção aos grandes personagens que contribuíram para a criação da história da Contabilidade no Brasil, como  Ivan Gatti, Enory Spinelli, Olivio Koliver, Rogério Rokembach, João Verner Juenemann, Zulmir Breda e Antônio Palácios e Ana Tércia.

 

O presidente do CRCRS, Antônio Palácios falou sobre a evolução da Contabilidade, da necessidade dos profissionais buscarem a educação continuada, para melhor cumprirem seu papel. “Esse profissional, hoje, extrapola os registros de dados e assume um compromisso de proteção à sociedade, por meio da transparência e de informações contábeis qualificadas”, afirmou Palácios.

A Exposição do Museu permanece aberta ao público, no 3ºandar do Praia de Belas Shopping, até o dia 23 de agosto, de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 11h às 22h.

O evento é realização da Academia Brasileira de Ciências Contábeis (Abracicon) em parceria com a Academia de Ciências Contábeis do Rio Grande do Sul, com apoio da Fundação Brasileira de Contabilidade, Conselho Federal de Contabilidade, e do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul.

 


 

Presidência da FBC atualiza o Planejamento Estratégico 2014/2017

A presidência da Fundação Brasileira de Contabilidade revisou na última sexta-feira (14), durante reunião, o planejamento estratégico do período 2014/2017.

O crescimento da fundação estabeleceu a necessidade de atualização do planejamento estratégico para o desenvolvimento de ações futuras que atinjam seus objetivos delineados. “Chegamos num ponto em que o alinhamento da organização é um fator crucial para cumprirmos com tudo o que foi pensado e planejado para a FBC. Buscando sempre cumprir, com êxito, a missão de promover o desenvolvimento da ciência contábil e do profissional, em benefício da sociedade”, comenta o presidente Juarez Domingues Carneiro.

O planejamento redefiniu algumas questões estratégicas para a Gestão Institucional, Gestão Financeira Desenvolvimento da Ciência Contábil, Gestão Organizacional, Gestão de Concursos e Eventos e Gestão de Projetos Especiais.

 

 


 

 

GESTÃO E TERCEIRO SETOR SÃO TEMA DE PALESTRA EM SANTA CATARINA

 

A Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC) realizou na última terça-feira, 4, em Criciúma, uma palestra gratuita sobre “Gestão empreendedora, Criatividade e Terceiro Setor”. Voltado para contabilistas, administradores, advogados e gestores, o evento foi comandado pelo professor, José Henrique Domingues Carneiro. O palestrante trouxe para discussão, pontos importantes sobre o futuro da tecnologia para a atividade, com base na ampla experiência nos setores em que atua.

 

Carneiro é administrador, contabilista e empresário. Já atuou como assessor da Câmara Municipal de Florianópolis e como secretário Municipal de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Sustentável. Hoje é coordenador Nacional do Programa de Gestão e Contabilidade da FBC. Também ocupa o cargo de superintendente de Assuntos Metropolitanos da Secretaria Municipal do Continente.

 

Foram abordados conteúdos pertinentes à área de tecnologia e tendências futuras no terceiro setor: startups consultoria online, escritórios virtuais, relações de trabalho e alianças estratégicas para alcançar o sucesso. A exposição orientou gestores de organizações do terceiro setor a desenvolverem sua função com capacidade e conhecimento na área das instituições sem fins lucrativos e não governamentais.

 

O evento foi realizado pela FBC juntamente com a Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina (SATC).

 


Terceiro Setor foi o tema do Câmara Técnica DEBATE

 

Ao completar um ano, o projeto Câmara Técnica DEBATE realizou a décima edição nesta sexta-feira (30/6) com o tema “Diretrizes Contábeis e Prestação de Contas de Organizações do Terceiro Setor”. O evento ocorreu na sede do CRCSC com participação presencial e transmissão online.

As palestras foram ministradas pelo presidente da Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC), Juarez Carneiro, e o integrante do Grupo de Estudo do Terceiro Setor e Demais entidades do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), Marcelo Monello, que também coordena em São Paulo o Programa de Voluntariado da Classe Contábil (PVCC). Depois foi realizado um debate que teve a moderação do coordenador do PVCC em Santa Catarina, Tadeu Vieira, e a coordenação da mesa da vice-presidente da Câmara Técnica do CRCSC, Michele Roncalio.

O contador Juarez Carneiro iniciou sua fala mostrando os pontos da legislação (Lei 13019/2014) que implantou o chamado Marco Regulatório do Terceiro Setor. Ele apontou as mudanças para as organizações da sociedade civil e também as alterações para a administração pública.

 

“As inovações servem muito mais como instrumentos para a gestão, pois estamos vendo que há uma preocupação em como deve ser dirigida uma organização de terceiro setor e as implicações que isso tem”, disse Juarez. Na sequência, ele fez um retrato do setor, apresentando números como a quantidade de profissionais com vínculo de trabalho neste setor. São aproximadamente 2,2 milhões de pessoas que atuam em associações privadas (83,4%), fundações privadas (15%) e organizações religiosas (1,6%). “Além destes, ainda temos os que atuam de forma voluntária, pois o Terceiro Setor depende muito destas pessoas”, disse o presidente da FBC.

Juarez ainda abordou as formas de parcerias, como convênios e contratos de gestão, além dos conceitos de autonomia e sustentabilidade que se buscam para estas entidades.  Por fim, ele mostrou um pouco da atuação da FBC e quais as contribuições da entidade para o Terceiro Setor.

As formalidades exigidas das organizações da sociedade imunes foi o foco da palestra de Marcelo Monello. Ele fez uma apresentação de como os profissionais devem atuar para garantir que as entidades possam usufruir dos benefícios fiscais e tenham imunidade tributária. Outra questão levantada foi sobre os honorários contábeis, já que trabalhar com estas entidades significa estar estrategicamente ligados com a sustentabilidade. “Não estamos apenas realizando uma demonstração contábil,  são muitas observâncias a seguir para garantir a sobrevivência da entidade”, disse Monello.

O palestrante detalhou as  obrigações da ITG 2002 (R1), que determina quais são os critérios e procedimentos de avaliação e reconhecimento das transações e variações patrimoniais de estruturação das demonstrações contábeis e informações mínimas a serem divulgadas das entidades sem fins lucrativos. “Os profissionais de Contabilidade precisam estar atentos ao reconhecimento de receitas e despesas, pois sabemos que no setor há muita ausência de informação e vejo fragilidade nessa área.  Portanto, o contador deve estar próximo da gestão”, disse ele.

Monello falou ainda das doações e subvenções recebidas para custeio e investimento, que devem ser reconhecidas no resultado. Já as imunidades não se enquadram no conceito de subvenções, portanto não devem ser reconhecidas como receita no resultado. Depois ele falou da importância da Prestação de Contas e a responsabilidades impostas à classe contábil. “Sabemos que nem sempre as expectativas de ambas as partes são atendidas, muitas vezes por falta de clareza ou ainda ausência de instrumentos formais e eficazes para a prestação de análise de contas, além da formulação ineficaz de metas e indicadores de desempenho”, ponderou. O palestrante deixou claro quais os instrumentos fundamentais e documentos necessários para uma boa Prestação de Contas no Terceiro Setor.

Fonte: http://www.crcsc.org.br/comunicacao/noticias/6242-terceiro-setor-foi-o-tema-do-camara-tecnica-debate

 

 


 

 

AULA INAUGURAL DO MBA CONTROLE E GESTÃO DAS ENTIDADES DO TERCEIRO SETOR ACONTECEU NESSA QUINTA-FEIRA (27/10)

Na foto, da esquerda para a direita, a coordenadora do CEPPEV Gidélia Alencar , a diretora financeira do SESCAP-BA Ivanize Bittencourt, o presidente do CRCBA Antônio Nogueira, o coordenador do Programa Gestão e Contabilidade José Henrique Domingues Carneiro e o vice-presidente de Desenvolvimento Profissional e Institucional do CRCBA Wellington do Carmo Cruz.

A aula inaugural do MBA Controle e Gestão das Entidades do Terceiro Setor, integrante do Projeto Gestão e Contabilidade, parceria da Fundação Brasileira de Contabilidade e os Conselhos Regionais de Contabilidade, foi realizada nessa quinta-feira (27/10), na Fundação Visconde de Cairu - FVC, em Salvador.

O professor José Henrique Domingues Carneiro ministrou a aula inaugural do MBA.

O coordenador do Programa Gestão e Contabilidade, Professor José Henrique Domingues Carneiro, ministrou a primeira aula do MBA, abordando a importância da implantação de mecanismos de gestão e de controle para as entidades do terceiro setor, responsáveis por importante apoio ao equilíbrio social. Estiveram presentes na solenidade de abertura o presidente do CRCBA, Antônio Carlos Nogueira Cerqueira; o presidente da Fundação Visconde de Cairu e conselheiro do CRCBA, Antônio Carlos Ribeiro da Silva; a coordenadora do Centro de pós-Graduação e Pesquisa da FVC – CEPPEV, professora Gidélia Alencar; a Diretora Financeira do SESCAP-BA, Ivanize Bittencourt; e o vice-presidente de Desenvolvimento Profissional e Institucional do CRCBA, Wellington do Carmo Cruz.

As inscrições para o curso ainda estão disponíveis no site da Fundação Visconde de Cairu.

Plenária do CRC SP tem homenagens e assinatura de convênio

Por CRC SP


 

A sessão plenária de 24 de outubro de 2016 teve presenças ilustres e homenagens, na sede do CRCSP. O delegado regional do CRCSP em Bauru de 2004 a 2016, José Fernando Fontes, e a delegada de Paulínia entre 2009 e 2016, Tânia Elizabete Ribeiro, que encerram este ano seus mandatos, foram homenageados pelo Conselho Diretor pela atuação como representantes do Conselho.

 

A sessão foi coordenada pelo presidente do CRCSP, Gildo Freire de Araújo, e pelos vice-presidentes de Administração e Finanças, Marcia Ruiz Alcazar, de Fiscalização, Ética e Disciplina, José Donizete Valentina, e de Registro, Neusa Prone Teixeira da Silva, que entregaram aos homenageados um diploma de mérito, como reconhecimento pelo trabalho realizado em suas regiões.

 

A vice-presidente Marcia também agradeceu aos delegados e destacou a importância das delegacias para o CRCSP. “Ser delegado do Conselho é uma responsabilidade enorme, que exige dedicação pela profissão e uma conduta profissional impecável. Deixamos aqui nossos agradecimentos pelo excelente trabalho realizado em prol da classe contábil”.

 

José Fernando Fontes falou em nome dos homenageados e agradeceu a oportunidade de ter representado os profissionais de sua região. “Não tenho outra palavra a não ser gratidão por ter passado 12 anos como delegado, nos quais aprendi muito e pude contribuir para o bem da classe contábil”.

 

A sessão plenária teve ainda a presença do delegado do CRCSP em Caraguatatuba, Dimas Otaviano Noronha, que dirigiu a delegacia de 1994 a 2007 e em abril de 2015 voltou a representar o Conselho no município. “Ser delegado do CRCSP é uma grande honra porque temos a oportunidade de contribuir para a classe contábil, facilitar a vida dos profissionais de nossa região e também porque adquirimos um carinho especial pelo Conselho”, declarou Noronha.

 

“Nesta gestão temos tentado manter uma proximidade ainda maior com os delegados, trazendo eles para conhecer a dinâmica da reunião plenária, dando a eles uma visão mais ampla sobre o trabalho do Conselho. O resultado tem sido muito positivo e nós pretendemos continuar com este projeto em 2017”, destacou Gildo.

 

Também participaram da plenária os diretores Cláudio Rafael Bifi (executivo), Carlos do Carmo Rufino (administrativo), Domingos Sávio Mota (tecnologia e infraestrutura) e Verônica Moreira Nunes (operacional) e os conselheiros do CRCSP.

 

Educação Continuada

O presidente da Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC), Juarez Domingues Carneiro, participou da plenária. “É uma honra participar da plenária do maior conselho regional de contabilidade do país”, destacou Carneiro, que falou sobre os projetos da Fundação, entre eles o convênio com instituições de ensino para a criação de dois cursos de MBA (Master of Business Administration, Mestrado em Administração de Negócios, no original em inglês): “Contabilidade, Consultoria e Gestão” e “Controle e Gestão das Entidades do Terceiro Setor”.

 

Na sessão plenária, foi firmado o primeiro convênio para o curso em São Paulo, da Trevisan Escola de Negócios. Assinaram o termo de cooperação acadêmica Juarez Carneiro, o presidente Gildo e o presidente do Instituto Trevisan, Antoninho Marmo Trevisan. Também estiveram presentes na assinatura o presidente do Conselho Curador da FBC, Adeildo Osório de Oliveira, o diretor acadêmico da Trevisan Escola de Negócios, Cristiano de Souza Correa, e o diretor administrativo da instituição, Lourival Belizário.

 

Ação solidária

Ao final da sessão, a vice-presidente Marcia lembrou aos conselheiros a importância da campanha Outubro Rosa e convidou-os a participar. As integrantes da Comissão CRCSP Mulher também realizaram a arrecadação de lenços de cabeça entre os conselheiros. As doações serão destinadas ao Instituto Oncoguia, de apoio aos pacientes com câncer.